lt;!-- -->
sábado, 21 de maio de 2016

O mercado financeiro provoca Stress? O princípio do sucesso...


Stress, quem não teve...


Em algum ou até em vários momentos da vossa curta/longa caminhada pelos mercados financeiros já nos colocámos numa situação que originou Stress. Um sintoma que deve ser eliminado e, em caso de persistência, ser trabalhado o mais rapido e precocemente possível, por cada investidor (e não só).

O que começa por pequenos sintomas físicos, comportamentais, emocionais, entre outros, podem passar a problemas sérios de saúde e cada vez mais correlacionados  com a depressão, hipertensão e ataque cardíaco.

Certamente, que todos teríamos uma história para contar relacionada com os mercados financeiros, que nos modificou e/ou perturbou para além do que alguma vez teríamos imaginado num determinado momento. Há uns bons anos atrás, muito por causa de minha falta de disciplina (entre outros factores), acabei por infligir em mim próprio um pico de stress. Os quatros anos que já levava nesta caminhada, não evitaram que, em apenas uma semana e durante cerca de três meses, me recusasse a abrir um gráfico ou até mesmo a visitar foruns.                                                                                                                                                                                        
errar
 Tive uma perda monetária superior ao desejado num curto prazo de tempo. No entanto, o que doeu mais foi o não reconhecer atempadamente a espiral em que me encontrava, e que me levava a repetir consecutivamente os mesmos erros em diversos trades.
Após a poeira acentar, passei a olhar para os gráficos, a ganhar pouco a pouco confiança, e quando as coisas pareciam estar a melhorar, passei para a face de gelar na hora de colocar uma ordem. Suores frios, tremores, dúvidas e mais dúvidas invadiam a minha mente. Ainda levei algum tempo até resolver as coisas.Terei sido o único a passar por um momento delicado? Sim? Não faz mal. O pior que pode acontecer a uma pessoa é passar por um acontecimento marcante, e não reflectir sobre as causas, e encontrar  pontos positivos da situação que nos façam evoluir como ser humanos.

A Bolsa parece um ringue, um local onde temos que lutar contra outros investidores se queremos sobreviver. Algo tão desfasado da realidade! Infelizmente a principal luta com que nos deparamos é intrapessoal. É aí que os problemas surgem. Gostamos de ter razão em tudo que fazemos, certezas incondicionais, um ego bem preenchido, ser "frontais" como alguns gostam de apelidar (muitas vezes mais sinónimo de falta de educação do que frontalidade, tão distante que está de um diálogo construtivo e edificante), mas neste simbólico ringue tudo isso não interessa.

Um local onde saber o nome da pessoa que dá a ordem não é assim tão importante. Menos ainda os feitos da sua vida, ou o seu historial financeiro. Apenas os números. Não importa se é um milionário ou empresário de sucesso que vive confortavelmente ou apenas um iniciante na sua actividade profissional. Todos desejam o mesmo: o objectivo é proteger e rentabilizar o seu património. O que nem sempre se verifica.

Neste caminho haverá sempre alguém mais forte do que eu, você, e  outros tantos juntos, essa força/ capacidade "financeira" não representa a chave do sucesso de um investidor, e muito menos é sinónimo de rentabilidade garantida.

Sonhar, acreditar: o princípio do sucesso


 Quanto mais depressa o investidor;

  • dominar o seu palco interior, o seu "eu";
  • aceitar a incerteza como um factor intrínseco de cada investimento;
  • aceitar que a bolsa é um palco de probabilidades;
  • possuir o seu próprio método de análise, actuação e ausência dos mercados;
  • interiorizar a correcta utilização do "Money Management": entre outros factores, o seu avanço emocional e financeiro serão concerteza evidentes.

Surgirá gradualmente uma maior tranquilidade na hora de operar, maior lucidez e paciência na gestão, rapidez na aceitação e actuação sempre que a operação deixar de ter os requisitos pré-definidos.

Uma transformação exponêncial que lhe dará diariamente um sabor a vitória, mesmo em dias em que o stop loss é activado.
 Estará mais tranquilo do que é costume por ter definido e aceitado previamente o risco adjacente à operação. 

Também aceitará com mais naturalidade a incerteza do resultado,  num mercado de probabilidades, muito competitivo onde tanto pequenos como grandes investidores, particulares e profissionais, perdem dinheiro. Ganha quem cometer menos erros e realizar múltiplos. 

Aproveite para começar hoje mesmo a ganhar mais qualidade de vida, a evitar situações desgastantes e diminuir assim o stress. Crie uma rotina que permita corrigir a sua auto sabotagem e aumentar a sua disciplina.

Um diário sobre as operações, associadas a imagens e comentários, poderão trazer-lhe beneficios a curto e longo prazo. O que não é registado não pode ser medido, muito menos transformado. A nossa sociedade recria e melhora porque possui conhecimentos, das mais variadas áreas de actuação, que diversas pessoas, durante séculos,  registaram, imaginaram e ousaram criar. Porque "o sonho comanda a vida e sempre que o Homem sonha o mundo pula e avança, como bola colorida entre as mãos de uma criança". (António Gedeão)

Para todos votos de muito sucesso !
Sem comentários:
Enviar um comentário