lt;!-- -->
sábado, 29 de abril de 2017

Como aumentar a auto-confiança no trading?

Mercados financeiros, trading: a maravilha do século XXI. Aliciante, encantador, fácil, idílico, sinónimo de riqueza e de rentabilidade... assim "se vende" uma vida de sucesso. Excelentes profissionais nas suas áreas (e não só), passado pouco tempo de terem aberto as portas ao trading, sentem os seus pilares a tremer. A sua auto-confiança sofre um forte revés. Incerteza, stress, angústia, conflito passam a estar presentes no seu dia-a-dia. Uns, agora com uma baixa auto-confiança, acabam por desistir do trading como uma opção de rentabilizar o seu património; outros, mais persistentes, procuram espelhar no trading o sucesso alcançado na sua principal actividade profissional. O que nem sempre se torna possivel.

O que posso fazer para aumentar a minha Auto-confiança no trading? 



O que é auto-confiança? Auto-consciência, confiança que uma pessoa tem em si mesma. Promove tranquilidade, serenidade, segurança, certeza, numa perspectiva probabilística de vir  a ser bem sucedido face a novos desafios pessoais e profissionais que a vida nos apresenta.

Aumentar a sua auto-consciência sobre o que o trading no seu todo implica. Como assim?
Infelizmente, raras são as pessoas que, quando começam a negociar nos mercados financeiros, têm efectivamente consciência dos riscos associados nem do impacto que pode surtir na vida pessoal/familiar e financeiramente. Quanto mais a pessoa analisar previamente os riscos e seus possíveis impactos, mais confiante e preparada estará no momento em que as coisas correm menos bem.
A sua atitude face à situação passa a ser diferente.

Procure ampliar os seu conhecimentos e defina correctamente o seu perfil. Saber colocar uma ordem de compra ou venda, ou copiar um palpite de outra pessoa não chega. Procure adquirir conhecimentos que o permitam ter alguma estabilidade/confiança na decisão dos seus investimentos, sem estar dependente de palpites de terceiros.

Sabe qual é o seu perfil de investidor? Scalper, day trader, swing trader. Quanto melhor souber responder (sinceramente) a esta questão, melhor será o futuro.Cada pessoa tem um modo de investir com o qual se sentirá mais confortável. Encontre o seu e seja-lhe fiel.

Faça uma pausa. Sim, uma pausa. Agora, vá procurar no seu histórico de trades. Quais tiveram êxito? Porquê? Se fez algo bem, então replique o que fez bem por diversas vezes e terá melhores resultados. A sua tranquilidade emocional, e não só, agradecerão certamente.

Quando temos sucesso num trade, é porque algumas condições do mercado estavam alinhadas com a nossa posição. Procure quais foram! Foi alguma figura técnica que identifica facilmente? Foi uma operação de venda ou compra? Estava num topo, fundo ou a meio caminho de alguma coisa? Estas entre outras perguntas (que pode fazer) lavá-lo-ão a sentir necessidade de realizar um backtesting e ver os seus benefícios. Certamente desenvolverá uma estratégia ainda mais forte.


Procure novamente hábitos saudáveis. São eles que nos trazem o equilibro emocional. Em algum momento da nossa vida fomos saudáveis, mas por circunstâncias da vida e/ou por escolhas pessoais, introduzimos mapas de pensamentos pouco favoráveis para a mente. Resultado? Baixa auto-confiança.

O que posso fazer? Ouvir música animada, ouvir/ver vídeos motivacionais e inspiradores. Melhorar o diálogo interno, isto é, ter mais cuidado como fala consigo mesmo. Usar mais palavras motivadoras e de incentivo para consigo. Focar-se mais nos seus pontos fortes, mantendo um pensamento positivo.

Volte a ser saudável!

Procure pessoas. Para quê? Pessoas que partilhem os mesmos interesses, isto é, os mercados financeiros. Pessoas com as quais poderá conversar (e que reconheça serem de confiança), e obter delas uma opinião imparcial, sincera e construtiva, independentemente do perfil de investidor. Se for uma pessoa " extraordinária " saberá respeitar as ideias do outro, independentemente da base  argumentativa que sustenta os seus investimentos. A partilha de conhecimentos, dos altos e baixos pelos quais as pessoas já passaram, ajuda-nos a entender o que estamos a sentir.

Rentabilize o seu precioso tempo. Nos dias de hoje reclamamos da falta de tempo que dispomos, dizemos muitas vezes uma frase parecida a esta "o tempo parece que voa e não tenho tempo para nada."
No entanto continuamos a desperdiçar minutos, horas em coisas que pouco ou nada nos beneficiam. Para contrariar esse pensamento, equacione realizar uma lista das coisas que tiram o seu foco diariamente e escolha quais poderia eliminar, ou diminuir o tempo a elas dedicado.

Reconquiste novamente o seu tempo e aplique-o no que mais gosta de fazer.

Se está a ler estas palavras, é porque leu o artigo na sua totalidade e espero profundamente que estas palavras tenham sentido para si e o possam ajudar. É uma abordagem simples a um tema que pode tornar-se muito mais profundo, já que estamos a lidar com o ser humano.

Bons investimentos!
Sem comentários:
Enviar um comentário