lt;!-- -->
quinta-feira, 16 de abril de 2015

Glintt em mudança

Recentemente, Glintt - Global Intelligent Technologies,S.A comunicou ao mercado e seus accionistas a renúncia do Engenheiro Manuel Godinho ao cargo de Administrador e Presidente da comissão executiva . Esta noticia que teve o seu impacto inicial, como era de se esperar, mas rapidamente foi recuperado, ainda que parcialmente. Hoje foi um dia marcado por forte pressão vendedora na maioria dos títulos da praça portuguesa e a Glintt  fechou a sessão apenas a desvalorizar 0.91%, dando a ideia de que o mercado está a reagir favoravelmente ao comunicado.

Perspectivas para na Glintt? 


A Glintt é mais um dos títulos com características especiais e pouco falada pelos investidores que operam na praça portuguesa.  Para negociar este título é necessário um perfil de investidor adequado e alguns princípios de estratégia, nem sempre presentes na maioria dos pequenos investidores.

Para ter uma melhor perspectiva de curto prazo na Glintt em termos de análise técnica convém fazer um breve levantamento dos sinais que foram deixados pelo título a médio prazo.

  1. Rompimento em alta da linha de tendência descendente;
  2. Formação de um novo topo 0.319€ após rompimento; 
  3. Incapaz de romper a resistência mais próxima 0.321€ durante o movimento ascendente;
  4. Realização de um fundo ascendente;
  5. Formação de um pequeno topo e fundo ascendente;
  6. Formação de novo topo ascendente dentro do movimento lateral.
Estes sinais encontram-se visíveis no gráfico para uma melhor interpretação.


Gráfico diário da Glintt

A minha perspectiva de curto prazo para a  Glintt, somando os sinais acumulados, dão maior probabilidade do título vir a valorizar, contudo num ambiente muito condicionado.
A Glint embora esteja em áreas de compra necessita de romper a pequena linha de tendência de muito curto prazo para confirmar o início do movimento ascendente.

Esperemos que nos próximos tempos o título consiga evitar o fundo anterior 0.182€ e realizar uma confirmação de reversão de tendência de curto prazo que permita à cotação aumentar a probabilidade de vir a negociar novamente a 0.26€ por acção, ou mesmo realizar um novo topo ascendente interno (isto é, sem conseguir contudo ultrapassar 0.319€).

No entanto, esta perspectiva da Glintt pode estar comprometida caso o mercado português realize para além de uma pequena correcção, uma mudança de tendência juntamente com os restantes mercados europeus e norte-americanos.

A Glintt necessita de tempo para mostrar o caminho e até lá, resta esperar.

Bons investimentos!

Sem comentários:
Enviar um comentário