lt;!-- -->
sábado, 18 de abril de 2015

Cofina ainda não se pronunciou

Tivemos um final de semana agitado nos mercados financeiros, de fazer estremecer muitos investidores pela pressão vendedora que foi registada, não só em Portugal, mas a nível mundial nas duas últimas sessões com o PSI20 a desvalorizar quase 5 %. Certamente que neste ambiente as dúvidas começam a surgir na mente dos investidores, algo perfeitamente natural, embora a pressão possa estar mais presente nuns que noutros, dependendo do seu ponto de entrada não só na Cofina mas também em outras acções.

Em ambiente de incertezas, o que nos fala Cofina ?

Actualmente, e segundo a minha perspectiva, a Cofina ainda não pôs em causa o movimento ascendente que tem vindo a realizar desde o início do ano, que proporcionou ao título valorizar mais de 50%. Poderá vir a fazê-lo na(s) próxima(s) semana(s), é certo, no entanto ainda é prematuro falar de uma mudança de tendência ascendente na Cofina enquanto graficamente não apresentar sinais evidentes nesse sentido.

Nem sempre os títulos de menor liquidez são os mais sacrificados em momentos de incertezas por possuírem pequenos investidores que facilmente podem torná-los em investimentos de longo prazo e raramente acompanhando o mercado durante o dia, podendo tomar decisões num ambiente mais calmo e de modo ponderado, evitando assim o calor do momento. Estes, entre outros factores, podem ter contribuído para que a Cofina desvalorizasse apenas 0.81% na última sessão, num dia marcado por uma forte pressão vendedora.

Que desafios apresenta a Cofina neste momento?

Os desafios neste momento são;
  • O valor 0.66€ por acção registado após rompimento de uma resistência de  Junho e Setembro de 2014;
  • Evitar a formação de um fundo descendente abaixo de 0.562€;
  • Evitar a formação de topos e fundos descentes na àrea onde se encontra actualmente; 
  • Em caso de valorização nas próximas sessões convém a Cofina não rejeitar a área de 0.636€, isto é, realizar um inicio de sessão a valorizar de forma mais expressiva e fechar a sessão a um  valor inferior em 30% ou mais do máximo realizado no dia.
Gráfico diário Cofina
Considero que estes poderão ser os principais desafios da Cofina e que poderão comprometer a sua dinâmica de mercado ascendente de curto prazo.

Actualmente Cofina está interessante?


Não está. Embora a Cofina ainda continue sem se pronunciar sobre a sua intenção, convém estar atento aos sinais que possam surgir e que comprometam a sua dinâmica ascendente. Um título que não apresenta oportunidade de novas entradas, exige aos seus investidores cuidados redobrados na administração dos seus títulos.

Relembrar que estes comentários são opiniões pessoais e não devem ser tomadas como recomendações de investimento em momento algum.

Bons investimentos!
Sem comentários:
Enviar um comentário