lt;!-- -->
sexta-feira, 6 de abril de 2018

O sucesso mais perto, quando "os" dominares

Na vida, como nos investimentos, existem processos necessários que nos ajudam a evoluir. Raramente os caminhos são direitos, claros e precisos. Durante o percurso existem obstáculos pessoais, ou não, mas quando a experiência é devidamente aproveitada, promove evolução. 

Reconhecer as fragilidades não é sinónimo de fraqueza e sim de força, de vontade de mudança, crescimento. No trading, o investidor quando possui poucos recursos na sua "mochila" é exposto a um maior número de experiências que o afastam do seu objectivo.


O mercado financeiro promove diariamente múltiplas oportunidades em diversos instrumentos financeiros, seja em Acções, Futuros, Forex, etc, bem como nos diversos espaços temporais, ao gosto e consoante o perfil de cada um. O trader é assim exposto a um caldeirão de personalidades e as armadilhas aparecem.
Quando "os" dominares, o caminho terá outra direcção.
Cada ponto que conseguires conquistar, ajudar-te-á a percorrer um melhor trilho na bolsa de valores.

Posições irreflectidas:

A quantidade de operações não é sinonimo de impulsividade, isto quando a operação surge após uma leitura do mercado e congruente com a estratégia previamente definida e testada.

Cuidado quando o click surge após outro e assim sucessivamente. O investidor entra em modo "visão de falcão" a cada movimento desperta atenção, e tudo servirá como pretexto de oportunidade de investimento. Porque "subiu ou desceu", porque "perdi e tinha razão" , "agora vou recuperar", e a lista dos motivos é extensa e por vezes incompreensível aos outros. A mente do investidor fica demasiado absorvida, tensa e em conflito, afastando a sua racionalidade. Ai o interruptor volta a ligar-se quando verifica que a perda monetária atingiu um valor elevado face ao seu capital, ou a constatação que o mesmo deixou de existir (em casos de contas de menores dimensões).
Não te deixes apanhar por trades impulsivos.

Posições emocionais:

Este item pode "andar de mão dada" com as posições impulsivas, na maioria dos casos existe uma forte correlação com o gatilho.
O investidor, como ser humano, acaba por desenvolver paixões por um determinado título. Os argumentos deixaram de existir, e a propensão para continuar no mesmo permanece, e ouve-se a expressão "fica para os netos". Essas posições emocionais, até se poderiam categorizar como ligeiras, comparativamente com as seguintes.
O investidor não é uma máquina, literalmente falando. Ele, bem como as máquinas, necessitam de determinadas condições para o seu devido desempenho, tais como o ambiente, actualizações, "manutenção", etc. Uma simples pergunta antes de começar o dia de trading pode contribuir para um  melhor desempenho como trader, em busca da disciplina.

Como me sinto?
Só o facto de se questionar já implica tomada de consciência. O resultado dessa reflexão pode não só ajudar o investidor a operar (ou não), mas também a diminuir a percentagem de exposição em cada posição, ou fazer uma pausa até o equilíbrio voltar. O trader é um ser humano e como tal, é exposto a diversas situações que podem influenciar o seu "eu", ou por outras palavras, o seu estado de espírito. Pode ser uma situação familiar, discussão, insatisfação com algo, falta de descanso, etc. A falta de reflexão sobre o seu estado emocional pode trazer alguns dissabores. 
O investidor pode estar motivado para encontrar oportunidades, numa busca de rentabilizar o seu capital, mas durante a sessão e num estado alterado, o seu foco não está lá. A estratégia deixa de ser cumprida na íntegra e os erros aparecem.
Com eles surge um leque de emoções, incluindo a dor, tanto pela perda de capital, como por um diálogo interno nada positivo. Neste ambiente contraproducente é fácil o investidor saltar para as posições impulsivas, uma união nada produtiva. Um turbilhão perfeito para o fracasso, por isso, vigia-te.

Nesta época há uma palavra que será repetida milhões de vezes pelo mundo inteiro:"ressuscitou" terá maior ou menor importância conforme cada individuo. Desejo que possas "voltar a nascer", como pessoa e investidor durante estes dias (e não só) que esse renascimento te aproxime do teu caminho de sucesso.

Boa reflexão! E continuação de uma boa Páscoa.
Sem comentários:
Enviar um comentário