lt;!-- -->
sexta-feira, 24 de junho de 2016

Good morning Brexit. Goodbye Cameron.

Laeve ou Remain? Os Britânicos decidiram sair da União Europeia. Uma vontade que promove  novos desafios tanto para União Europeia como para o Reino Unido. Desafios com consequências politicas e económicas. Ambas já se fizeram notar e correm o mundo.

A nível politico, a primeira consequência foi a demissão do primeiro-ministro David Cameron. Jogou, perdeu e foi engolido. Mas como as más noticias correm depressa, a Escócia vem dizer que pretende a realização de um segundo referendo para sair do Reino Unido.

A nível económico a primeira reacção do Brexit foi a forte desvalorização da moeda britânica face ao dólar. A libra atingiu o valor mais baixo dos últimos 30 anos durante a madrugada.

O impacto do Brexit nos mercados financeiros foi evidente logo na abertura. Fortes desvalorizações vieram assombrar os investidores logo no inicio do dia. O que parecia certo para muitos investidores pela permanência do Reino Unido na União Europeia, rapidamente se tornou num pesadelo. Investimentos de última hora com altas expectativas, uma atitude que levou muitos investidores para uma situação difícil de digerir psicológica e financeiramente.

Ainda é cedo para saber o real impacto do Brexit na economia do Reino Unido, bem como as consequências que terá na União Europeia. O Leave deixa novos desafios e novas dificuldades nos próximos tempos.

A desgraça de uns é a oportunidade de outros


Circunstâncias impactantes como esta, associadas à pouca experiência, leva investidores a reagirem   irracionalmente face a situações mais adversas. Rapidamente o pânico se apodera do investidor.
Atitudes que consomem o capital financeiro de uns, promovendo oportunidades para outros.

Um investidor com um perfil mais dinâmico deverá encontrar boas oportunidades nos próximos dias, face há instabilidade no mercado financeiro. Para investidores que operam somente no mercado de acções com perfil mais defensivo é necessário aguardar que o mercado promova sinais favoráveis.

Muita cautela!

 Bons investimentos!
Sem comentários:
Enviar um comentário